A PC ocorre devido a malformações cerebrais e também por causa de uma ou mais lesões no cérebro em desenvolvimento, podendo acontecer antes do nascimento, durante ou após o parto, ou durante os primeiros anos de vida da criança, pois o seu cérebro ainda estará em desenvolvimento. 


A PC que ocorre por danos cerebrais antes ou durante o parto é denominada PC congênita e representa a maior incidênica dos casos de PC. Já a PC que ocorre por lesões cerebrais após o parto, são denominadas de PC adquiridas e geralmente são causadas por infecções, acidentes vasculares ou traumas no sistema nervoso.

 

Paralisia Cerebral

Causas da Paralisia Cerebral (PC)

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​ Ameaça de aborto

 Infecções congênitas

 Falta de oxigenação cerebral

 Hipertensão da gestante

 Choque direto no abdome da gestante

 Diabetes gestacional

 Hipóxia por trabalho de parto prolongado

 Prematuridade

 Baixo peso ao nascer

 Desnutrição

 Hemorragias periventriculares

 Hiperbilirrubinemia

 Asfixia

 Traumatismos cranianos

​​​​​​​ Infeções (ex: meningite)

 Espancamento infantil



É muito importante entendermos que a lesão cerebral não é progressiva, porém os distúrbios secundários decorrentes da lesão, como diminuição da força muscular, alterações dos movimentos e deformidades musculoesqueléticas, estas sim, podem progredir e necessitam de ser acompanhadas de perto, de preferência a partir de uma intervenção precoce, para que a criança receba os estímulos necessários, pois estes estímulos irão promover o seu desenvolvimento e ajudar a prevenir os distúrbios secundários.

My Image

​​​​​​​Alguns fatores podem aumentar as chances de uma criança ter lesões cerebrais e são denominados fatores de risco. Dentre eles citamos: